daquela cidade maravilhosa

18:30 Ana Flávia Sousa 16 Comments

Praia e sol nunca foram meu desejo de férias, ou melhor, já foram e matei em 2006, quando fui pra Porto Seguro e ok, muito bacana mas posso viver sem isso. Para a lua de mel, eu não queria praia, queria friozinho porque odeio calorão e não queria ficar derretendo uma semana. Aí em abril, Gabriel encontrou uma promoção bacana e disse: Vamos para o Rio?. Vamos. Então vamos. E fomos em maio. Tudo o que eu sabia de praia caiu por terra, porque aquela cidade é muito mais que praias lindas, é um conjunto que te acolhe e te faz querer ficar pra sempre. Não é atoa que recebeu o título da Unesco de Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural, a cidade é realmente muito maravilhosa e nós tentamos aproveitá-la ao máximo nos dias que moramos nela.

No dia que compramos as passagens eu já corri pro Google para fazer um roteiro que não envolvesse só praia, por motivos de somos branquelos demais e eu achei que não gostava tanto assim de passar o dia como bife à milanesa ouvindo o mar. Assim, corri pra pesquisar sobre a biblioteca maravilhosa que uma professora havia me indicado um tempo atrás, dos museus e parques, como fazia pra ir a Niterói, no Cristo e se a coragem deixasse, no Pão de Açúcar. 

Chegamos no sábado no fim da tarde e fomos passear na orla de Copacabana, mas já estava bem escuro e não consegui ver muita coisa, depois fomos com uns amigos cariocas badalar na Lapa (não tiramos fotos lá :| ) e só no domingo que vi mesmo aquele marzão. Aí eu achei que o mundo poderia acabar naquele momento que eu não me importaria nem um pouquinho (mentira, importa sim, morro de medo), agora sim, descobri um amor de outras vidas com praia, com o Rio de Janeiro e passamos o dia todo lagarteando de frente pr'aquela imensidão azul. E todos os dias eu me apaixonava de novo pelo mar (Ana e o mar, mar e Ana ♪) e o auge da paixão, foi a praia do Pepê, que estava quase vazia e com água cristalina, muito maravilhoso esse dia.
Nos outros dias teve praia de novo, Arpoador, Ipanema, Leblon, Leme, Barra, mas teve outros passeios que acho que vale muito a pena a gente fazer quando for pra lá, porque a cidade é muito rica em cultura e espaços para práticas de lazer e convivência. E nós dois amamos essas coisas de turista. Tiramos um dia que marcava chuva para passear pelo centro e conhecer museus e o Real Gabinete Português de Leitura - que lugar lindo - e depois fomos de balsa à Niterói conhecer o MAC, projetado pelo mestre Oscar Niemeyer e como ele foi feliz nesse projeto viu. Já à tardinha, fomos encarar (no caso eu) o medo e brincar de passear de bondinho no Pão de Açúcar e que vista sensacional do Rio iluminado.
Teve também o dia de ir de bicicleta de Copacabana ao Leblon, parando no meio do caminho para conhecer o Forte, para tirar foto com o amigo Drummond (turista) e com o amigo Tom Jobim (muito turista). Teve pausa para o almoço no Leblon, passeio na Rodrigo de Freitas e a volta de bicicleta até o Leme e o Caminho dos Pescadores. Teve muita água de coco e protetor 60, e teve até uma chuvinha no meio do caminho e quem usa óculos sabe o que isso significa (!). 

Teve o dia de experimentar chopp de banana com os amigos cariocas em Ipanema e teve o dia de ir com guarda-chuva jantar frutos do mar num restaurante delícia na Avenida Atlântica. Teve também o dia que fomos conhecer o Cristo, mas estava tão nublado que ele se escondeu, aí o plano b foi encher o cartão de memória da câmera com fotos do Jardim Botânico, e as fotos ficaram lindas porque o marido tem talento pra fotógrafo.

Todos os dias teve muito metrô e bicicleta, teve muita caminhada e pés na areia, mas não teve marquinha de biquíni. Aí no dia de voltar (choro), bem cedinho decidi ser garota de Copacabana e dormi debaixo do sol, quase deu certo, mas voltei só um tom de branco a mais. Todos os dias teve muitos sorrisos e frases do tipo "vamos nos mudar pra cá". Todos os dias teve areia no box do chuveiro e teve aquele dia em Ipanema que o mar formou uma piscininha e eu, que não sei nadar, pude me esbaldar dentro do mar. E todos os dias teve o olhar dele de proteção, pra desengonçada da esposa. E todos os dias a partir de então, sonho com o dia em que voltaremos e quem sabe, pra ficar. E todos os dias eu agradeço por ter a melhor companhia de viagem do mundo, porque com ele, qualquer lugar é lar.

BEDA 27|31

16 comentários:

  1. Ai ai, meu sonho conhecer o Rio <3 Sempre ouço falarem muito bem de lá, dá até vontade de pular na tela do computador e cair nesse marzão azul! Aqui em Fortaleza também tem as mais belas praias, porém nada se compara a matar essa curiosidade das praias do Rio <3

    Beijinhoos :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dia ainda quero ir aí pro Nordeste também, morro de vontade e fico babando quando vejo fotos.
      Rio é amor, surreal. Bjs

      Excluir
  2. Ai que post fofo. Li toda esparramada aqui do sofá. Quantas experiências em uma única viagem ❤ Quero conhecer o Rio também... Quem sabe em algum Rock in Rio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai sim Rê. RiR nunca fui, mas é uma desculpa a mais pra voltar pro Rio. hehehehhehe

      Excluir
  3. Oi, Ana!
    Vim agradecer os comentários lindos que você me deixou lá no blog - tive dias meio conturbados aqui, não consegui responder de imediato, mas enfim, aqui estou, rs. Super obrigada mesmo pelo carinho e pelas palavras. Adorei sua presença lá, vou passar sempre aqui também :D
    E ó, fica tranquila que já já chega o momento de você viver essa loucura deliciosa que é a maternidade. Você vai amar!


    Ah, o Rio! Estive lá agora em julho e super curto a cidade, já tinha ido antes também. Linda e realmente tem muta coisa legal pra fazer. Eu sou apaixonada pelo mar, seria lindo morar numa cidade praiana. Quem sabe um dia...rs.
    Adorei esse texto!!

    Beijo beijo!!
    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marina. <3
      Que lindo você aqui, adorei!
      Que isso, estou adorando acompanhar vocês, tenho aprendido muito.

      Ai, seria demais morar numa cidade praiana, ainda mais se for bem pequenininha. <3
      Beijão.

      Excluir
  4. Ainda não conheço o Rio de Janeiro, mas tenho muita vontade de resolver isso! Também não sou a melhor pessoa pra interpretar a garota de Ipanema (também sou branquela), mas acho que me perderia fácil, fácil olhando para a imensidão desse mar azul. E, claro, arquitetura do vô Niemeyer! Rio é tão lindo que quando eu ver ao vivo, vão faltar palavras. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando puder, vai Thay. É um lugar que só quem vai entende. Não deve haver uma pessoa que não goste.
      HAHAHHAHHAHA, me abraça aqui e vamos nos labrecar de protetor 60.
      Vão faltar palavras, cê vai ver. Beijos.

      Excluir
  5. Aiiiii o Rio é lindo! Eu fiquei pouquíssimo tempo, é só conheci o Cristo e Copacabana. Na verdade nem consegui conhecer o Cristo estava tudo muiiiiiiito nublado então não vimos nada. Mas realmente Rio é Rio, lindo e maravilhoso sempre. E conhecer o Rio em sua companhia não deve ser nada nada ruim ❤️❤️
    Beijos amore

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesma coisa Babi, tudo nublado, bom que temos mais um motivo pra voltar: conhecer o Cristo.
      Que linda, vamos um dia juntas. Vai ser demais. ♥

      Excluir
  6. Que delícia as fotos, amiga!
    O Rio é realmente encantador, morro de vontade virar carioca um dia, hihi <3

    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Delícia né. E domingo cê tava tão pertinho, queria ter te visto. :/
      Beijos

      Excluir
  7. Eu detesto praia, sol, ficar torrando no calor, toda besuntada de protetor solar maaaaaaaaasss... o Rio de Janeiro é tão mágico que você acaba não se importando com nada disso. Amo aquele lugar. E tuas fotos estão lindas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Marcela.
      O Rio de Janeiro superar tudo isso. <3

      Excluir
  8. Gente, o Rio é o amor da minha vida. Antes de colocar os pés lá, na descida do avião, eu já estava completamente rendida pela cidade. Vou pra lá semana que vem e já estou morrendo de ansiedade, tanto pelo evento com os amigos, as amigas que vou encontrar, mas pra estar naquele lugar que eu amo tanto e que me faz tão bem que é quase um romance, sabe? Ai, o Rio <3
    beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ooooooooooow Rio que eu já amo sem conhecer. Morro de vontade, Nana, e depois dessa sua narrativa toda fofa, quero ir ontem. Pode?
    Imagino você sendo feliz pertinho do mar. Que felicidade!

    Fotos lindas! Cadê diário de viagem? Hahaha... Viciei!

    Beijão, e que muitas viagens surjam pra deixar essa felicidade tão nítida.

    ResponderExcluir

:)