nem mesmo o mar e o infinito,

11:31 Ana Flávia Sousa 24 Comments


não é maior que o nosso amor, nem mais bonito
me desespero a procurar, alguma forma de lhe falar...

Dizem que avó, é mãe com açúcar e deve ser verdade, pois VóDete era literalmente um doce de batata doce de tão doce de pessoa que foi. Então, mamãe deveria ser um pudim de leite, que é minha sobremesa preferida, ou talvez de laranja cristalizada, pois as vezes azeda. Azeda e é bom assim mesmo, porque amor de mãe a gente sempre gosta. Eu nem precisaria estar escrevendo isso aqui, porque o sentimento criado no ventre durante a gestação, é o mais forte e verdadeiro que existe. Eu nem precisaria dizer nada disso porque mãe e filha se entender no olhar. Eu nem precisaria estar redigindo nenhuma letra, porque este amor transcende o entendimento humano e literário. Eu não precisaria, mas estou, porque é pra ficar registrado e eternizado. Porque é pra ter certeza e não haver dúvidas. Que é pra sentir que cada "eu te amo" dito é a frase mais sincera que sai dos meus lábios. Que é pra sentir cada abraço que queria dar diariamente, mas não posso porque optei morar longe pra buscar nossos sonhos. Que é pra sentir as orações que faço dia e noite pra Deus te cuidar, te proteger, te dar saúde e sabedoria. De manhã. À tarde. À noite. Escrevo que é pra saber que não há como comparar este amor. Amor de pai e mãe é um só, porque sou a melhor parte de vocês dois. E as vezes a pior parte também, então vamos combinar de só mostrarmos a parte boa uns para os outros?! Escrevo que é pra saber que sou pra lá de imperfeita e que erro vinte e quatro horas por dia tentando acertar e escolher o melhor pra nós. O melhor que me ensinou a buscar, desde pequenina de cachinhos de ouro - iguais aqueles da menina da minha história favorita. Escrevo mãe, pra Senhora não ter dúvidas no seu coração do tamanho do meu amor e da minha gratidão. Escrevo pra confirmar o que faço diariamente à Deus: Agradecer à família que me foi dada e aos pais sensacionais que são e serão sempre meus exemplos. Escrevo porque há um ciumezinho por aí. Escrevo pra dizer que não escrevi antes por achar que meu amor por você já estava bem claro. Escrevo pra agradecer tudo que fez pra realizar o dia mais lindo de minha vida. O vestido de princesa, a cerimônia abençoada por Deus. Escrevo pra te agradecer por ter me viciado em leitura e ter me mostrado como é mágico fazermos partes de histórias que não são nossas. Escrevo pra dizer tudo, e nada ao mesmo tempo. Escrevo porque sinto saudades. Escrevo porque não estou tão perto quanto gostaria. Escrevo pra dizer que de longe tenho feito o possível pra ser melhor e não decepcioná-los. Escrevo pra te pedir pra acreditar em mim e no meu esforço. Escrevo pra te pedir pra se cuidar, comer direitinho e não esquecer o cobertor em noites frias. Escrevo pra te lembrar de se dar um tempo no seu dia pra ler seus livros e pensar em nada. Escrevo pra te lembrar de descansar. Escrevo que é pra lembrar todo mundo aí de casa pra ouvir mais e falar menos, que abaixar a guarda também é bonito. Escrevo pra dizer que queria ser mais perto e presente. Escrevo sem motivo nenhum e com todos motivos guardados. Escrevo pra dizer que aprendi a me cuidar, mas ó, as vezes vou correndo querendo seu colo, pode ser? Escrevo pra te pedir proteção, porque proteção de mãe é a mais forte que se tem notícia. Escrevo pra te contar que tô quase abandonando um livro e que tô assistindo séries de contos de fadas que você iria adorar. Escrevo, escrevo, escrevo, escrevo, porque foi você quem me ensinou. Escrevo pra te dizer mãe, que nada é maior que o meu amor nem mais bonito. Eu te amo, e por favor, não duvide nunca. Como é grande o meu amor por você.  


Uns rabiscos desconexos
sem motivo e com todo motivo que existe
para o amor de mãe, o meu amor de filha
eternamente. 




24 comentários:

  1. Que coisa mais linda! =)
    Sabrine Duarte

    ResponderExcluir
  2. Hum!!!! Arrasou! Ficou mais lindo que você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah prima! Cê que é lindimais da conta sá!
      Beijinho. ♥

      Excluir
  3. Que texto gostoso de ler, Ana! Deu pra sentir os cubinhos de açúcar escondidos em cada palavra, em cada linha, entrelinha. Você tem uma sensibilidade muito bonita ao escrever. Já acompanho teu blog há um tempinho, mas nunca havia comentado por aqui. Peço desculpas por isso, inclusive. Teu blog é um encanto, parabéns! :)

    Me visite quando puder, grande beijo!
    http://sara-rsc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Sara! Que carinho bom este seu comentário!
      É bom escrever doce né, a vida as vezes já tem amargura suficiente. Vou te visitar. Beijão.

      Excluir
  4. Lindo Ana, perfeito como você. Sua mãe deve ter muito orgulho em ter uma filha como você.

    ResponderExcluir
  5. Liiiiiiiiiindo! *----------*
    Ameeei! :)

    Lorena Macmillan

    ResponderExcluir
  6. Costumo repetir que seus post sempre prezam pela honestidade. Esse, atingiu os mais altos níveis de beleza. Nada precisa ser dito aqui além de agradecer. Sim, isso merece um agradecimento pois, lendo suas linhas diretas e ternas, todos nós queremos a mesma coisa para com as nossas mães.
    Certamente todos querem escrever sobre e muitas vezes não conseguem a intensidade que existe em cada linha sua aqui.
    Feliz por ler isso e sentir a mesma coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixar as pessoas que amamos com gestos e palavras bonitas, porque é tão incerto o amanhã!
      Abraço B.

      Excluir
  7. E com toda a certeza você se tornou essa pessoa de caráter e doce graças a dona Rita, e ela merece todo esse amor descrito nesse texto.
    O poeta ai em cima já falou por todos.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rita é lindimais da conta!E o Urias também!
      Sou muito dos dois, graças à Deus.

      Excluir
  8. não é o primeiro que leio sobre avó. acho tão doce esse sentimento. nunca tive muito contato afetuoso com as minhas avós. mãe cuidou da gente sempre. não ficamos na casa da avó nem pra ela nos reparar. e quando íamos, o afeto sempre vinha do nosso avô. ainda assim, mãe da nossa mãe <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vovó era um doce de pessoa, acho que por isso mamãe é tão açucarada assim, e mereceu este escrito!
      Beijos.

      Excluir
  9. É legal como nossos avós nos dão tantos ensinamentos. Como os admiramos, fico pensando em quando for minha vez de ser avó, quero que meus netos consigam aprender comigo da mesma forma que aprendi com os meus. *-*

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vovó ensinou a mamãe a ser linda exatamente como descrito no texto! ;)

      Excluir
  10. Nossa Ana, que declaração de amor mais linda! Não deixe de mostrar esse texto para sua mãe, tenho certeza que ela vai morrer de chorar e querer pregar na geladeira, pra se lembrar dos seus motivos todos os dias.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu mostrei Anna! E ela adorou! Que bom né?
      As vezes as mães parecem não sabem o quanto amamos elas, aí é preciso mostrar!

      Beijão.

      Excluir
  11. Ana, que coisa linda, que coisa doce, que coisa sincera! Adorei cada linhazinha do seu post, pois cada uma delas transborda amor.
    Belíssimo!

    Olha, confesso que quando li o nome do seu blog, achei que você cursasse gastronomia ou fosse formada em gastronomia (risos), mas também pensei que pudesse ser uma nova maneira de colocar as palavras "pra todo dia". Porém, os marcadores me confirmaram que se tratava mesmo de "prato do dia" (risos).
    Adorei o prato de hoje, arquiteta. ;)

    Beijo!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho Eriquita!

      HAHAHAHA.
      Todo mundo pensa que é gastronômico o blog, e não deixa de ser, só que as refeições são literárias. hahahaha

      Volte sempre! Beijão

      Excluir
  12. Eu fico boba de ver como as letras transbordam doçura quando saem dos teus dedos. E sempre que venho aqui, sei que vou me melar inteira e chorar um pouco, porque a tua doçura é daquelas lindas de ler, lindas de ver. A gente se emociona, sabe? Porque é bonito demais da conta (sô!) saber que tem pessoas tão purinhas e docinhas como você no mundo ♥♥

    Sua mãe merece todo o carinho. Se ela for como você, tenho certeza que é uma grande, GRANDESSÍSSIMA, mulher.


    Beijo todo meu,
    MF.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu fico toda 'own' com seus comentários-amor e cheios de incentivos Fê.
      Porque são lindimais da conta!
      Mamãe é uma grande mulher sim, você precisa conhecê-la! E eu, conhecer Dona Yara!

      Beijo todo cheio de carinho,
      Nana.♥

      Excluir

:)